A Polícia Civil prendeu preventivamente um suspeito de ser o autor da morte do advogado o Gabriel Pontes Fonseca Pinto. A ação aconteceu nesta quinta-feira (04), no Morro da Cruz, Zona Leste da Capital.

O delegado Paulo César Jardim, da 1ª Delegacia de Polícia e responsável pela investigação, ainda não é possível afirmar a motivação do crime. Ele promete esclarecer os detalhes da investigação em uma coletiva de imprensa, amanhã, às 9h.

Até a prisão, a investigação seguia duas linhas principais, a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte) e a de que o advogado de 28 anos tenha sido vítima de execução.

O assassinato aconteceu na tarde do dia 26 de março, na rua General Lima e Silva, no bairro Cidade Baixa.