Celebrar uma data importante com direito a guloseimas é um costume antigo e não surgiu aqui no Brasil. Acredita-se que o bolo de aniversário é uma evolução de um preparado de mel e pão, em formato de lua, que fiéis levavam ao famoso templo em homenagem à deusa Ártemis. Tudo isso no território que hoje conhecemos como Turquia.

Outra hipótese para o surgimento deste hábito é de que a tradição surgiu na Alemanha medieval, onde costumava-se preparar uma massa de pão doce no formato do menino Jesus no Natal. Depois esse alimento foi adaptado para a comemoração do aniversário de crianças. Até hoje, não se sabe a data exata de quando os nascimentos começaram a ser celebrados. Ainda nos dias atuais, a comemoração é um costume ocidental nem sempre seguido por outros povos. No Vietnã, por exemplo, os aniversários não são comemorados individualmente no dia do nascimento, e sim coletivamente, no ano-novo vietnamita.

Para comemorar o seu aniversário com o público, a Renata fez uma receita de bolo de aniversário sem glúten e sem leite. O chamado Red Velvet Cake ficou bastante conhecido durante a Segunda Guerra Mundial. Com a necessidade racionamento de alimento, eles passaram a fazer o bolo com beterrabas, que além de ser muito comum nos Estados Unidos, é rica em ferro e açúcares, e claro, dá o tom natural avermelhado. Depois da Guerra, com o sucesso do bolo, começaram a substituir a beterraba por corante alimentício.

 

 

Ingredientes:

4 ovos

1 xícara (chá) de farinha de arroz

1 xícara (chá) de amido de milho

1/4 xícara (chá) de polvilho doce

2 g goma xantana

1 1/2 xícara (chá) de açúcar demerara

½ xícara de suco de beterraba (2 beterrabas pequenas para 50 ml de água)

2 colheres sopa de cacau em pó

1 colher chá de essência de passas

1 colher chá de bicarbonato de sódio

1 colher sopa de suco de limão

80 ml de óleo vegetal

1 colher de sopa de fermento químico

Sal (pitada)

Ingredientes cobertura/recheio:

200g de queijo cremoso

Suco de limão

½ xícara de açúcar demerara

100g nozes

Amendoim com chocolate