O último encontro presencial do Programa Educacional de Eficiência Energética, da Rio Grande Energia (RGE), será no dia 28 de novembro, às 14h, na sede da RGE, em Caxias do Sul. Na ocasião, haverá a premiação dos melhores projetos criados no decorrer do ano. O curso gratuito iniciou em março e conta com participantes que trabalham ou estudam em indústrias ou instituições públicas da área de concessão da RGE.

A RGE investiu mais de R$ 2 milhões para a execução do programa, custeando os materiais, a presença de instrutores e um sistema exclusivo para as aulas. Durante o período, os alunos tiveram aulas teóricas e se prepararam para a elaboração dos projetos práticos de economia e gasto eficiente de energia elétrica.

De acordo com o coordenador do Programa Educacional de Eficiência Energética da RGE, Odair Deters, o projeto foi um dos mais relevantes que a RGE já desenvolveu no âmbito da formação profissional. “No decorrer de nove meses, mais de 600 alunos representantes de indústrias e de instituições do poder público tiveram a oportunidade de se capacitar por meio do Programa Educacional de Eficiência Energética da RGE, gerando quase 200 projetos aplicáveis nas instituições que representam, e de concorrer com esses trabalhos em futuras chamadas públicas de projetos realizadas pela RGE”, relata. No dia 28, haverá a apresentação de alguns dos projetos e a premiação dos três melhores alunos em cada uma das duas turmas: poder público e indústrias. “Certamente as empresas participantes terão, após esse período, colaboradores qualificados a executar ações que gerem um consumo mais eficiente de energia elétrica, gerando um ganho imediato decorrente da aprendizagem construída durante a formação”, afirma Deters.

 

Projeto luminotécnico gera até 81% de economia de energia

Participante do projeto e acadêmica do 8º semestre do curso de Engenharia Elétrica da Uniftec, Daniela Hoffmann pretende seguir na área de eficiência energética. Para a atividade final, a aluna elaborou um projeto luminotécnico em uma empresa do ramo de plásticos na cidade de Caxias do Sul. A proposta visa a substituição do antigo sistema de iluminação por outro, utilizando a tecnologia LED. A fábrica que até então possuía lâmpadas fluorescentes tubulares de 110 watts passará a contar com lâmpadas de LED de 36 watts. O novo sistema de iluminação consiste em preservar as antigas luminárias, substituindo somente as lâmpadas.

Segundo Daniela, a troca do sistema irá gerar uma economia de 81% no uso final da iluminação. Já o valor da conta de energia terá uma redução média de 10%. Essa economia ocorre também porque em alguns locais serão instalados sensores de presença, já que as lâmpadas de LED podem ter inúmeros acendimentos sem prejudicar a sua vida útil, diferente do que ocorre com as fluorescentes. Além disso, o projeto elaborado pela aluna também reduziu o número de lâmpadas existentes na empresa.

Para Daniela, o Programa Educacional de Eficiência Energética oferecido pela RGE agregou valor em seu currículo. “O material disponibilizado é muito bom, repleto de informações relevantes, principalmente sobre gerência de projetos. Além de ser gratuito, aprendemos a como fazer e gerenciar nossos projetos”, afirma.

 

Informações

Evento: encerramento do Programa Educacional de Eficiência Energética

Data: 28 de novembro de 2018 – quarta-feira

Local: auditório da RGE (Rua Mario de Boni, 1.902 – Bairro Floresta, Caxias do Sul)

Horário: das 14h às 16h

 

Fonte: Dinâmica Comunicação

Foto: Leonardo Moreira/divulgação